Ainda é um mistério como chegou ao Brasil a Estátua da Liberdade que hoje se encontra em Vila Kennedy. Foi uma das três maquetes usadas pelo escultor francês Frederic Augusto Bartholdi, para servir de modelo à execução da grande estátua doada pela França aos Estados Unidos e que foi instalada à entrada do porto de Nova Iorque.

O que se sabe é que o comendador José Pereira da Rocha Paranhos recebeu do Barão de Rio Branco, José Maria da Silva Paranhos, de quem era parente a Estátua da Liberdade. Até a década de 60, a estátua ficava numa propriedade privada na Avenida Paster na Urca, onde hoje fica o prédio do antigo Cine Veneza.

O governador Carlos Lacerda determinou de colocar ela na praça Miami em Vila Kennedy. Antes de ir para a Vila Kennedy, ela foi restaurada. Calcula-se que ela ficou pronta por volta de 1880 quando Frederic Augusto Bartholdi começou seu trabalho de criação, por encomenda do governo francês. No rosto a estátua reproduz as feições da senhora Charlotte Beysser Bartholdi, mãe do escultor que a usou como modelo.